São Paulo já tem dez táxis elétricos circulando

Pouca gente sabe, mas São Paulo já tem dez táxis elétricos rodando desde dezembro de 2012. Os veículos chamam atenção pela economia. Em seis meses, trabalhando seis horas por dia, os motoristas gastaram R$ 537 para recarregar o carro. O consumo médio em gasolina precisaria de um investimento de R$ 2.300.

Hoje, o preço dos táxis é uma das principais reclamações dos paulistanos e a economia na recarga pode ser uma solução para baixar o custo do serviço.

Além da economia, o período de testes constatou que caso os 32 mil táxis que circulam na cidade fossem elétricos, 640 mil litros de combustível deixariam de poluir a atmosfera.

Considerando que a a cada 100 litros de gasolina, 216,14 kg de CO2 são emitidos na atmosfera, caso todos os táxis da cidade fossem elétricos 1,3 toneladas de dioxido de carbono deixariam de ser emitidos.

O cálculo desconsidera a emissão durante o carregamento de energia elétrica dos carros. Pois, caso a energia venha de indústrias de carvão, a poluição seria apenas deslocada. Como o Brasil possui uma matriz majoritariamente elétrica, os carros elétricos podem ser uma solução para o país.

Deixe aqui seu comentário

comentários

Parceiros