Motorista que atropelou irmãos não tem habilitação para carro, diz polícia

A comerciante Fabiana Pereira, de 31 anos, se apresentou na Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (DEDT), nesta quarta-feira (17), para prestar depoimento sobre oacidente que matou os irmãos Leandro e Lerrandro, de 7 e 9 anos, no domingo (14), em Porto Velho. Em depoimento, ela afirmou ser responsável pelo atropelamento dos garotos, mas fugiu do local por medo de ser linchada.

O inquérito policial será concluído em 30 dias e, segundo a polícia, inicialmente Fabiana responde em liberdade por homicídio culposo, mesmo tendo Carteira Nacional de Habilitação apenas para conduzir motos. Novas informações podem ser anexadas ao processo.

O delegado titular da DEDT, Moacir Figueiredo, explicou que a motorista transitava acima da velocidade permitida pela Rua Antônio Violão, via onde aconteceu o acidente, e crê que se o carro estivesse em velocidade reduzida, o fato poderia ter sido evitado. A polícia analisou os documentos de Fabiana e constatou que a mulher possui carteira de habilitação apenas para conduzir motos.

“Em depoimento, ela [Fabiana] disse que observou as vítimas fazendo zigue-zague em cima da bicicleta enquanto trafegavam pela pista. Isso deveria ser um aviso prévio para que ela tomasse as medidas seguras de uma direção defensiva”, conta Figueiredo.

Bicicleta que os irmãos usaram no dia do acidente (Foto: Halex Frederic/G1)Bicicleta que os irmãos usaram no dia do acidente
(Foto: Halex Frederic/G1)

À polícia Fabiana afirmou ter fugido do local do acidente por medo de ser linchada pelos moradores que estavam alterados com o acontecido. Alegando abalo emocional, a mulher só se apresentou à polícia na quarta.

“Ainda que ela tenha fugido do local por medo de retaliação ou linchamento e demorado para se apresentar por estar abalada, isso não justifica o crime. Mas tudo será analisado para saber se não é mera estratégia para evitar as prisões cautelares”, comenta o diretor executivo da Polícia Civil, Osmar Caza.

G1 conversou com o advogado de Fabiana, Dimas Queiroz. Segundo ele, Fabiane tinha intenção de se apresentar à polícia desde quando soube da morte dos irmãos. Queiroz explicou que a motorista chegou a descer do carro para ver como as crianças estavam, mas devido a exaltação dos moradores, fugiu do local. O advogado vai aguardar a conclusão do inquérito para apresentar a defesa da motorista.

O veículo de Fabiana deve passar por perícia nesta quinta-feira (18) e novas testemunhas serão ouvidas para a conclusão do inquérito.

Deixe aqui seu comentário

comentários

Parceiros