A polêmica persiste: inspeção veicular será rediscutida

AutoEsporte – A resolução 418 do Conselho Nacional do Meio Ambiente, o Conama, está de novo na berlinda. O documento que reúne as diretrizes da inspeção ambiental veicular está sob questionamento da Associação Brasileira de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e da Associação Brasileira de Fabricantes de Motocicletas (Abraciclo) desde 2010 e voltará a ser discutido nas próximas segunda e terça-feira (14 e 15/3) durante encontros da Câmara Técnica de Controle e Qualidade Ambiental do Conama.

Entre os tópicos em pauta estará a revisão das tabelas que definem os limites máximos de emissão de monóxido de carbono (CO) corrigido, hidrocarboneto (HC) corrigido em marcha lenta e de fator de diluição para automóveis e motociclos e veículos similares com motor do ciclo Otto de quatro tempos. A proposta do Ibama prevê abrandar esses limites no caso dos automóveis feitos de 2006 para cá – o que atenderia à reivindicação da Anfavea, que alega que os limites exigidos na medição são inferiores aos da homologação, 0,3% ante 0,5%, e que isso deve ser corrigido, pois seria a causa da reprovação de muitos

Leia mais em RevistaAutoEsporte.com

Deixe aqui seu comentário

comentários

Parceiros